Chat de sexo virtual mobiel

Talvez já tenha desabado em lágrimas e sorrisos com a imagem chuviscada de um projeto de pessoinha numa máquina de ultrassom.

As telas, ou o que aparecem nelas, mexem com a gente.

Por que excitar-se com um celular na mão seria diferente?

O que explica o sucesso dessa dupla à primeira vista improvável?

bathroom-blowjob

Com uma ajudinha da imaginação, mesmo a mais básica delas, a menos rica em feedback sensorial, funciona. O termo “sexting” foi cunhado em 2005 por um jornal australiano e é uma combinação das palavras “sex” e “texting”, esse último, numa tradução livre, sendo algo como mandar mensagens de texto via SMS, pelo celular. Em vez de avisar o seu colega que você irá se atrasar para a reunião, ou mandar uma mensagem à sua mãe dizendo que a viagem foi tranquila e você chegou bem, as pessoas passaram a dizer sacanagens umas às outras porque... Posteriormente, com o MMS e a chegada dos smartphones e seus inúmeros apps de bate-papo com suporte a fotos, vídeos e mensagens de áudio, o sexting se modernizou, virou multimidiático.

Você provavelmente já se emocionou lendo um texto na tela do computador, ou vendo um filme na TV.

Tudo que facilita, viabiliza ou aponta para uma oportunidade de ir para a cama com outra pessoa captura a nossa atenção.

Mais que isso; muitas vezes, torna-se o norte das nossas ações.

bathroom-blowjob

Aldous Huxley, autor de clássicos como Admirável Mundo Novo, disse que “um intelectual é alguém que encontrou algo mais interessante que o sexo.” Essa nossa obsessão, tão bem sintetizada por Huxley, é compreensível. É fascinante como sexo e tecnologia percorrem caminhos improváveis, tal qual um casal apaixonado e cheio de tesão, a fim de se encontrarem.

Fascinante e um pouco intrigante, dado que a tecnologia, com suas telas azuis e (esperamos) assépticas seja quase sempre vista como uma interface fria, o oposto do calor aconchegante que uma transa proporciona.

english-premier-league.ru

21 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>